Maternidade
Cuidados para evitar que a criança fique doente no inverno!

Cuidados para evitar que a criança fique doente no inverno!

Veja como proteger seu filho nesse frio da estação

A frente fria traz mais que as baixas temperaturas: voltam o uso das toucas, das blusas e o aconchego em um cobertor. Vale dizer que o frio é encantador para algumas pessoas, mas com ele também vem mais casos de doenças respiratórias.

Então, atenção, pais: vejam como prevenir suas crianças do frio. Para os meninos, as toucas e moletons; para as meninas, aproveitar o uso de um conjunto de moleton feminino e um cachecol. O importante é se agasalhar bem! 

A seguir, alguns cuidados a serem tomados para garantir um inverno bem proveitoso e sem doenças.

Evite aglomerações dentro e fora de casa

Apesar de ser ótimo reunir amigos e familiares na residência, são esses encontros que influenciam a transmissão de doenças pelos espirros ou troca de ar em um mesmo ambiente. 

Aglomerar-se em situações desnecessárias, seja em casa com festas, confraternizações e reuniões podem propiciar mais doenças, exceto nos casos de videoconferências e reuniões online.

É perigoso ainda fora de casa nesses locais: ônibus lotados e espaços ou comércios apinhados de gente. Não é recomendado a presente frequente, principalmente das crianças, que possuem a imunidade mais frágil.

Abuse das roupas de frio

Meias, blusas longas e calças compridas são estilosas, não é à toa que o inverno é a estação em que as pessoas estão mais bem vestidas. 

As toucas, cachecóis, luvas, botas… São uma ótima escolha para dar um charme.

Também, além do estilo, é necessário roupas mais pesadas para se aquecer. A friagem pode levar a resfriados e gripes ou doenças mais complexas. Melhor prevenir e deixar as crianças bem agasalhadas.

Manter a vacina em dia

A campanha de vacinação da gripe ocorre anualmente, e é importante que seu filho seja vacinado para, em caso de gripe, ter sintomas mais amenos. Vale observar que o número de casos de doenças respiratórias no Brasil cresceu 300%. 

Além disso, outros vírus têm sido transmitidos e as crianças mais uma vez são as mais vulneráveis. 

É preciso verificar se as demais vacinas das crianças estão em dia. Para saber mais, é só ir ao posto mais próximo com a cartilha de vacinação do seu filho.

O uso de máscaras ainda é recomendado, principalmente em locais do setor da saúde.

Hidratação é saúde

Justamente pelo tempo seco da estação, beber água nesse período deve ser mais frequente. A maior parte do corpo humano é constituído de água e seu consumo ajuda a manter o bom funcionamento do organismo.

A perda de água no corpo humano é ainda maior no inverno, por isso o consumo mínimo de 2 litros deve ser ainda mais regrado. 

Além de evitar a desidratação, o consumo de água combate problemas de pele, também frequentes nessa época do ano.

Alimentação saudável

Aproveite o frio para preparar muitas sopas para se aquecer. Adicione alimentos com vitamina C na alimentação para combater resfriados como acerola, limão e laranja.  Seus sucos são saborosos e ajudam na manutenção das células imunes.

Abuse de leite e probióticos para fortalecer o sistema imunológico. Chás também são recomendados, pois, tem o fator antioxidante.

Use o sol ao seu favor

O maior fornecedor de vitamina D, o Sol, precisa ser aproveitado. Ele fortalece a imunidade, por isso é indicado para as crianças. Seja para brincar lá fora, passear com o animal de estimação ou simplesmente curtir o sol e aquecer o corpo.

Casa arrumada 

Um lar arejado sem poeira é um ambiente saudável que previne doenças vindas pelo ar. Permitir mofos ou aglomerações de poeira podem ser propícios à bactérias. Logo, manter a limpeza é essencial tanto para saúde quanto para o bem-estar.

Importante: ainda pelo tempo seco, é sempre bom umidificar o ar, seja através de umidificadores ou tigelas de água pela casa. Isso também ajuda a amenizar o ressecamento das mucosas das crianças.

Outro ponto importante é encontrar um pediatra de confiança para passar o soro apropriado para umedecer as mucosas do seu filho, seja por elas estarem congestionadas ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *